segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Abandono nas mãos de Deus

J.M. + J.T.

Olá, pessoal!

Esses dias eu estava conversando com uma amiga que está se formando comigo. Partilhávamos um pouco dos medos e anseios que estamos vivendo, com a proximidade da formatura e as incertezas para o próximo ano. Então, encontrei essa oração escrita por um frade trapista, chamado Thomas Merton, falando sobre o abandono nas mãos de Deus, e gostaria de partilhar com vocês:


Senhor Deus,
Não tenho a menor idéia de para onde estou indo,
Não enxergo o caminho à minha frente,
Não sei ao certo onde irá dar esse caminho.
Também não conheço verdadeiramente a mim mesmo,
E o fato de que penso que estou seguindo a Tua vontade
Não significa que realmente esteja seguindo a Tua vontade.
Mas acredito que o meu desejo de Te agradar
Realmente Te agrada.
E espero ter esse desejo em tudo o que fizer,
Espero nunca me afastar desse desejo.
Sei que, se assim o fizer,
Tu me guiarás pelo caminho correto
Embora eu possa nem saber que o estou trilhando.
Assim, confiarei sempre em Ti
Embora eu pareça estar perdido
E caminhando na sombra da morte.
E não temerei, porque Tu estás sempre comigo
E nunca deixarás que eu enfrente os perigos sozinho.

(Thomas Merton, Na Liberdade da Solidão)



Abandonar-se nas mãos de Deus é um desafio... Nas horas de dúvidas, medos e incertezas, muitas vezes acabamos nos sentindo sozinhos, e esquecemos que se Deus partilha de nossa vida, Ele participa também desses sentimentos ruins. Aliás, o próprio Cristo deve ter se sentido assim durante sua vida terrena muitas vezes. Então fica o convite a entregar tudo nas mãos de Deus, e ter essa confiança cega que os santos têm em Deus.

Um abraço a todos!

4 comentários:

Cristiane disse...

Olá queridos amigos! Que texto incrível Tunski, e para mim ele veio no momento certo. Também estou passando por um momento semelhante ao que mencionastes, muito medo, dúvida e angústia. Mas essa confiança no amor de Deus e de que Ele nos guia apesar de muitas vezes termos dúvida quanto aonde estamos indo, é o que nos impulsiona a levantar a cada dia e tentar fazer o nosso melhor.
Abraços, Boa semana a todos! A paz de Cristo!

Luis Ricardo Tusnski disse...

Obrigado, Cris!
Eu adoro essa oração, mas por algum motivo ela tava guardada num CD, eu nem lembrava mais dela. Eu acho reconfortante pensar que os santos também passaram pelos mesmos medos e angústicas que nós passamos. Olhando por alto pra vida deles, a gente até chega a pensar que foi fácil seguir o caminho que seguiram, ou que foi fácil confiar cegamente em Deus. Mas nessa oração, e também em outros textos do Thomas Merton parece ficar claro que não foi nada fácil!
Um abraço, e boa semana.

carlosvargas disse...

Ave Maria!
Prezados Amigos da Juventude Carmelitana,
Muito obrigado por estas mensagens e por este blog!
Tomei a liberdade de acrescentar seu link no site da comunidade Santa Teresa, OCDS de Curitiba, da qual participo.
Nosso site é:
http://comsantateresa.org.br
Orações e saudações do
Carlos Eduardo
Curitiba-PR

Luis Ricardo Tusnski disse...

Obrigado pelo elogio, Carlos, ficamos muito felizes com sua mensagem.
Gostei muito do site de vocês, e acrescentei também nos links aqui do blog.
Um grande abraço!